Distrair-se com comedimento e trabalhar - Por Luiz de Mattos

Uma pessoa que não se distrai, que não cria um ambiente saudável, pode se desequilibrar, adoecer, tornar-se insociável e até intratável.

As pessoas devem distrair-se com comedimento e trabalhar, porque o trabalho é o alimento da alma, pois quem trabalha e produz sente a satisfação de ver o produto do seu trabalho bem feito.

O mal de parte da humanidade é exagerar, tornar-se insociável, perdulária e entregar-se aos prazeres destruidores.

Valorizar o que Valor Tem - Por Jorge Fares

Quantas pessoas são felizes e não sabem?

- Poder enxergar;
- falar;
- ouvir;


- movimentar-se sem restrições,
- ter água para beber;
- rede de saneamento;
- energia;
- luz;



- poder comprar comida;
- trabalho para ganhar o sustento com honestidade,
- oportunidades de desenvolver-se no trabalho;
- opção de seguir uma religião,
- filosofia de vida ou não;
- não ser discriminada e inferiorizada porque é mulher,
- cor da pele ou raça ou opção religiosa;

Fins de semana, é família, lazer, e muita descontração - Por Luiz de Mattos

Os fins de semana são sempre esperados com prazer por todos que lutam, quando durante a semana, trabalharam e produziram.

O descanso, então, nessa ocasião, traz bem-estar à alma, uma satisfação íntima que proporciona a alegria de viver.

E todos devem viver com alegria, com prazer e nunca viverem revoltados, achando tudo difícil, a vida pesada,  que os outros são melhores do que ele, que tudo poderia ser mais fácil, se não houvesse tanto trabalho.

No Racionalismo Cristão todos somos aprendizes, mas o que faz com que algumas pessoas não sigam nossa filosofia espiritualista por toda a vida? - Por Jorge A Fares

Clique para ouvir
a Limpeza Psíquica
1- Não se dar o tempo necessário para frequentar, estudar, compreender e praticar os princípios e confirmar os resultados destas práticas, no dia a dia. Para se ter uma boa compreensão da Doutrina e praticá-la com eficiência, são necessárias décadas.

2- Esperar que todos os problemas se resolvam no mais breve tempo possível, esperando que as forças Superiores ou o Grande Foco (Deus) resolva seus problemas sem que ele próprio aprenda a resolvê-los, ao utilizar os conhecimentos que  Doutrina ensina.

3- Achar que porque se está seguindo a Doutrina como assistente assíduo ou militante, não poderá ter reveses ou obstáculos na sua vida. E ao tê-los, acha que não foi protegido pelas forças Superiores e afasta-se. São nestes momentos é que não se deve afastar e utilizar o que aprendeu para solucionar os problemas e fortalecer-se nas reuniões públicas.

Sugestões para quem segue uma religião - Por Jorge Fares

1 - Use o bom senso para analisar os conhecimentos que ela ensina, para não aprender algo que prejudique a sua evolução como ser humano!

2 - Os conhecimentos são para melhorar você, como pessoa?

3 - Os conhecimentos respeitam o livre arbítrio do seu irmão em essência e opções religiosas dele?

4 - Os conhecimentos e práticas induzem você a fazer mal a ele, querendo impor sua religião e suas práticas a qualquer custo, até tirando a própria vida dele?

5 - Os conhecimentos de sua religião evoluíram com a conduta civilizada, como por exemplo, igualdade de direitos das mulheres, crianças e respeito às minorias, mesmo que não concorde?

6 - Deus (Grande Foco) deu autorização para algum ser humano forçar alguém a ser obrigado a seguir a sua religião, concordar e praticar o que a sua religião sugere para seguir, utilizando até o homicídio?

7 - A sua religião tem alguma prática que prejudica seu irmão em essência?

Um difícil momento da humanidade - Por Jorge Fares

(clique em qualquer
imagem para AMPLIAR)
Estamos vivendo tempos em que parte da humanidade tem se comportado abaixo dos comportamentos dos animais.

Não param para pensar qual é a maneira correta de viver ou apesar de saberem, não querem. Desperdiçam suas vidas e as de seus irmãos em essência, entregando-se aos maus hábitos ou querendo o que não conseguiram com esforços próprios e fazendo tudo e a qualquer preço, para ter o que não lhes pertence.

Se a pessoa aplicar em sua vida, poucos ensinamentos, ela poderá alcançar o que é possível, dentro de suas possibilidades e competência e não prejudicar ninguém.

Ao aplicar:

 - fazer o bem sem olhar a quem;

 - quando não puder ajudar não atrapalhar, muito menos fazer o mal;

 - trabalhar honestamente para seu aperfeiçoamento, sustento próprio e de sua família, satisfação e benefício próprio e de seus semelhantes;